SEJAM BEM VINDOS

ESTE BLOG FOI CRIADO COM OBJETIVO DE DISCUTIR A PAZ NOS ESTÁDIOS .
PARTICIPE DAS POSTAGENS COM SEU COMENTÁRIO PORQUE , ELE É MUITO IMPORTANTE. VAMOS CRIAR UMA MANEIRA MAIS INTELIGENTE DE TORCER!

sábado, 21 de novembro de 2009

QUEM É A GALO GOSPEL

Você que é Atleticano doente ou curado, é convidado para participar desta comunidade, que nasceu com o intuito de criar novas alternativas no comportamento e no convívio social do torcedor.SEI QUE SER DO GALO É UMA PAIXÃO, mas não podemos abrir mão de colaborar com aquilo que temos de melhor, ser um EMBAIXADOR DA PAZ, nas horas de conflitos, de alegria e também nos momentos de confraternização.Precisamos nos preparar para formar cidadãos torcedores, para dar exemplos na copa de 2014 que será no Brasil.Você é nosso convidado especial.Vamos colocar tudo PRETO NO BRANCO.
PARA QUE HAJA PAZ NOS ESTÁDIOS

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Uniformes do Galo

O uniforme do Atlético é composto por camisa com faixas verticais pretas e brancas, com o escudo no peito acima do coração. O número na parte de trás da camisa é dourado ou vermelho. O calção é preto e as meias são brancas, com listras pretas na horizontal ou totalmente brancas. Os uniformes reservas podem ser compostos por camisas brancas, calções brancos e meias pretas; ou por camisas pretas e calções brancos e meias pretas. O atual fabricante de material esportivo é a marca italiana Lotto.
Em 23 de fevereiro de 2009, o Atlético Mineiro teve a camisa do centenário eleita como a mais bonita do mundo, segundo o site Football Shirts, da Inglaterra.

Escudo do Galo

O escudo do Atlético é utilizado pelo Clube desde 1922, tendo sofrido pequenas alterações até chegar no formato atual. A estrela amarela representa o 1º Campeonato Brasileiro, conquistado pelo Galo em 1971. O escudo também recebeu estrelas vermelhas em duas ocasiões: na conquista do Torneio Campeão dos Campeões, em 1978, e da 1ª Copa Conmebol, em 1992. As estrelas vermelhas foram retiradas em 1999.

A Abelha

Em 2009 foi descoberta uma nova espécie de abelha, pelo biólogo André Nemésio da Universidade Federal de Minas Gerais. A Abelha foi batizada por Eulaema atleticana, seu nome é inspirado no Atlético, mesmo time que Nemésio torce. Nemésio afirma que tal abelha é como os jogadores do Atlético, que com sua determinação, ao ver uma situação de risco se sacrifica e deixa o seu ferrão no inimigo, mesmo sabendo que lhe custará a sua vida depois por isso.
O Atlético é o primeiro clube de futebol a ter um ser vivo descrito em sua homenagem. A espécie de abelha Eulaema atleticana, encontrada exclusivamente na mata atlântica brasileira, foi descoberta pelo biólogo André Nemésio. Diz o autor: "Esse epíteto específico é uma homenagem ao glorioso Clube Atlético Mineiro, um dos times de futebol mais importantes do Brasil, que celebrou seu centenário em 2008. O Clube Atlético Mineiro, frequentemente chamado apenas de Atlético, ou simplesmente de Galo (uma alusão ao seu símbolo), é considerado dono da mais fanática legião de fãs de futebol do Brasil, com mais de seis milhões de torcedores".

O Galo

O chargista Fernando Pieruccetti, o "Mangabeira" do jornal "A Folha de Minas" recebeu a missão de conceder a cada clube mineiro um mascote. Algumas pessoas queriam que um pequeno índio fosse o mascote atleticano. Entretanto, Mangabeiras preferiu o galo carijó, aproveitando-se da simpatia que os torcedores tinham com o animal. Mangabeiras justificou a escolha com as seguintes palavras:

«"O Atlético sempre foi um time de raça. Mais parece um galo de briga, que nunca se entrega e luta até o fim!"»
(Fernando Pieruccetti, Mangabeira)
Mangabeiras foi o criador, porém o maior divulgador do mascote foi o lendário jogador Zé do Monte, que defendeu o Atlético nos anos 1950. No período em que atuou no clube, Zé do Monte sempre entrava em campo segurando um galo carijó. E após a conquista do pentacampeonato estadual de 1952 a 1956, a torcida atleticana adotou o grito de "Galo!", entoando-o nos estádios por onde o Atlético joga.
A idéia do mascote Galo, concebida por Mangabeiras, foi um grande achado, de rara felicidade, que, ressalvadas as devidas proporções, assemelha-se às idéias de grandes inventores. O mascote Galo transmite não só a idéia de bravura, coragem, mas de fé, lealdade e liberdade. Vide a famosa "Missa do Galo" no Vaticano. Vide quando Pedro negou a Jesus Cristo por três vezes e o galo cantou advertindo sobre a deslealdade do apóstolo. Vide o galo que figura no escudo da seleção francesa e que significa o "Canto da Liberdade". Tanto que em qualquer lugar do Mundo, o Atlético é mais conhecido por seu mascote do que pelo seu nome institucional, o que torna o Clube Atlético Mineiro um clube diferente, atraente e carismático.

Mascotes

Em Minas Gerais, o Atlético foi o primeiro clube a criar a fantasia de mascote. Em 1976, foi lançado o primeiro "Galo" que acompanhava as crianças e os jogadores na entrada em campo. A iniciativa permanece até hoje e o mascote, batizado pela torcida como 'Galo Doido', é garantia de animação nas partidas do Atlético no Mineirão.

Mascotes do Galo

Em Minas Gerais, o Atlético foi o primeiro clube a criar a fantasia de mascote. Em 1976, foi lançado o primeiro "Galo" que acompanhava as crianças e os jogadores na entrada em campo. A iniciativa permanece até hoje e o mascote, batizado pela torcida como 'Galo Doido', é garantia de animação nas partidas do Atlético no Mineirão.
Mascotes Mirins
Em Minas Gerais, o Atlético foi o primeiro clube a criar os mascotes mirins. No fim da década de 70, na gestão do presidente Valmir Pereira, o então diretor de relações públicas, Ronan Ramos, deu origem a uma nova forma de alegrar ainda mais a entrada em campo dos jogadores, antes das partidas: o clube colocou garotos, uniformizados a caráter, com camisa, meião e calção do Galo, para acompanhar os ídolos no gramado, prática que persistiu ao longo dos anos e continua até hoje.

Clube Atlético Mineiro

O Clube Atlético Mineiro, popularmente conhecido como "O Galo", é um clube de futebol brasileiro que tem sede na cidade de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais. É o mais antigo clube de futebol da capital em atividade, foi fundado em 25 de março de 1908.
Sua principal conquista foi o primeiro Campeonato Brasileiro em 1971, onde deixou para trás aos times do Santos, Botafogo, Corinthians e Cruzeiro; clubes que haviam cedido os quatro principais jogadores à Seleção Brasileira que conquistou o Tri-mundial em México 1970: Pelé, Jairzinho, Rivelino e Tostão, e que por isso eram os favoritos entre todos os candidatos.
A nível internacional, destaque para as duas Copas Conmebol, competição criada nos moldes da Copa Uefa. Nos anos 90 foi o segundo torneio mais importante do continente depois da Copa Libertadores da América. Apartir de 1999 foi substituída pela Copa Mercosul, e desde 2003 pela actual Copa Sul-Americana. O Galo foi vencedor nos anos de 1992 e 1997. Além dos campeonatos nacionais e internacionais, o Atlético tem o recorde de títulos no Campeonato Mineiro, com 39 conquistas.
Desta maneira, o Atlético se transformou no clube brasileiro que mais conquistou títulos oficiais no século XX. A informação foi publicada na edição da Revista Placar de novembro de 2007, que trouxe uma tabela dos clubes brasileiros que mais títulos conseguiram entre os anos de 1901 e 2000. O Galo encabeça a lista com 41 títulos contra 40 do Grêmio e 39 do Palmeiras.
O Atlético também é um dos times mais tradicionais do atual Brasileirão, possuindo um histórico impressionante entre todos os paticipantes. Participou simplesmente de 14 semifinais, sagrou-se o 1º Campeão Brasileiro em 1971 e foi 3 vezes Vice-Campeão: em 1977 (invicto, 10 pontos na frente do "campeão" São Paulo), em 1980 (numa conturbada partida contra o Flamengo apitada pelo senhor José de Assis "Aramengão", que expulsou 3 jogadores do Galo), e em 1999. Em 76, 83, 86, 87, 91 e 96, obteve a 3ª colocação, chegando em 4º lugar em 85, 94, 97 e 2001.
A torcida do Atlético é conhecida a nível nacional como "A Massa", é a torcida mais atuante do Estado de Minas Gerais e da Região Metropolitana de Belo Horizonte. É a segunda torcida que mais compareceu ao estádio em toda a história do Brasileirão.
Grandes nomes do futebol nacional e mundial vestiram a camisa do Atlético, jogadores como Éder, Toninho Cerezo, Taffarel, Gilberto Silva e o máximo ídolo da história do Clube, Reinaldo.
O Atlético Mineiro possui uma parceria com o DC United, equipe de maior expressão dos EUA, para a formação de novos talentos para o futebol mundial. O centro de treinamento do Atlético, conhecido como a Cidade do Galo, atualmente é um dos mais modernos e avançados do mundo.